• Felipe Ruzene

Qual o Vinho mais caro do Brasil?

Atualizado: Ago 21

A garrafa de vinho produzida em Garibaldi, no Rio Grande do Sul, é de safra 2002 e vendido em três opções: Cabernet Sauvignon, Tannat ou Nebbiolo. Segundo a ABS-RS (Associação Brasileira de Sommeliers - Rio Grande do Sul) este é o exemplar brasileiro mais caro atualmente!



Produzido pelo vinhateiro Vilmar Bettú, quem quiser experimentar um destes rótulos terá que desembolsar impressionantes R$5.000,00! Bettú se tornou legendário no mercado nacional de vinhos, famoso principalmente pelas microvinificações. Possui uma pequena propriedade familiar no interior de Garibaldi onde mantêm 98 rótulos (entre varietais e blends). O produtor, até poucos anos, trabalhava como professor de física em uma escola estadual da região e hoje comercializa suas produções na vinícola do porão de sua casa - local em que recebe visitações de grupos de até dez pessoas.


Seus vinhos são vendidos a partir de R$130, os rosés, indo até R$380, os Cabernet Sauvignon, Tannat e Nebbiolo (em opções com mais de 10, 15 anos). Os rótulos de R$5 mil são poucos, chegam a este valor pois Bettú adota ferozmente a lei da oferta e da procura - quanto menos garrafas disponíveis, mais caro é o vinho! Estes rótulos são raros, existem apenas três garrafas de cada uva (nove no total) e por isso o produtor cobra caro para quem for retirar dele tais preciosidades. Bettú diz ainda que esta estratégia evita que um único cliente compre muitas garrafas, difundindo mais o seu produto, ademais isso é uma forma de seu árduo trabalho ser bem remunerado. O produtor alerta ainda para o fato de que não há ”nada de especial” nestas garrafas, senão por sua raridade (dado ao baixo número de exemplares), eles são produzidos da mesma forma que as outras safras disponíveis em sua vinícola.


E então, pagaria R$5 mil em 750ml de vinho? Aliás, vale lembrar que (entre os vinhos importados) há opções bem mais caras, como o francês Chateau Cheval que pode superar os R$10 ou R$20 mil a unidade.


E aí, será que dá para parcelar?...em alguns anos?!

49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo